greenURBANLIVING - Aglomerado de cortiça expandida para a construção de coberturas verdes

O projeto teve como principal objetivo desenvolver novos sistemas de cobertura e fachada verdes estruturados em aglomerado de cortiça expandida. Estudaram-se e desenvolveram-se soluções numa ótica de sustentabilidade, visando a proteção dos recursos, o aumento da eficiência energética dos edifícios e a mitigação de alguns efeitos das alterações climáticas no espaço urbano, nomeadamente o amortecimento de picos de cheia e dos efeitos das ondas de calor.

 

Síntese do projeto

Os sistemas de cobertura e de fachada verdes são ainda escassos e recorrem frequentemente a materiais sintéticos para suportar a vegetação e para garantir a capacidade drenante e de retenção de água.  Com o projeto greenURBANLIVING pretendeu-se desenvolver e validar novos sistemas de cobertura e fachadas verdes com perfis ambientais e energéticos superiores aos das soluções convencionais e com elevada capacidade de personalização geométrica e de pré-fabricação.

Este projeto permitiu desenvolver um sistema mais sustentável, nomeadamente através da utilização de aglomerado de cortiça expandida (ICB) que é produzida a partir de resíduos da indústria. Pretendeu-se, ainda, explorar a capacidade de personalização geométrica da cortiça, recorrendo a tecnologias de corte e fresagem robotizadas. Garantindo-se desta forma, uma maior liberdade arquitetónica e uma maior flexibilidade em termos de pré-fabricação.

Trata-se, assim, de uma solução radicalmente inovadora, em termos internacionais, no sentido em que permite personalizar e industrializar a produção de um sistema totalmente novo de coberturas e fachadas verdes. Refira-se, por exemplo, a possibilidade de modelar digitalmente a conceção de coberturas e fachadas verdes com formas irregulares (3D), a possibilidade de conceber sistemas de abertura a aplicar em sistemas inclinados, a capacidade autodrenante e de retenção autónoma de água, bem como o melhoramento das funções de isolamento térmico e acústico proporcionadas pela utilização de aglomerado de cortiça expandida.

De entre os resultados alcaçados com projeto à que destacar as características da cortiça até à data desconhecidas, nomeadamente a não perda de propriedades térmicas da cortiça, mesmo em ambiente de humidade (aglomerado de Cortiça  Expandida 100% natural).

Ainda que pouco frequentes, as coberturas e as fachadas verdes começam a ser uma tendência da arquitetura urbana, conciliando aspetos relacionados com a construção sustentável e com a adaptação das cidades aos efeitos das alterações climáticas. 

 

Promotores

O projeto greenURBANLIVING está a ser desenvolvido pela empresa Amorim Isolamentos, como promotor líder, em colaboração com o ITeCons, a Neoturf e a ANQUIP.

 

Apoio

Co-financiado no âmbito do Sistema de Incentivos à I&DT  (Investigação e Desenvolvimento Tecnológico), o projeto recebeu envolveu um investimento de cerca de 412 000 euros, correspondento a um incentivo FEDER de aproximadamente 260 000 euros.

O responsável do projeto - Carlos Oliveira e Silva enfatizou que a contribuição do COMPETE 2020 foi fundamental fornecendo os recursos necessários para pesquisa, testes laboratoriais, equipamentos e protótipos para testes reais que resultaram na conclusão bem-sucedida do projeto.

 

Conheça o projeto nos artigos:

> greenURBANLIVING - Sistemas multifuncionais baseados em aglomerado de cortiça expandida para a construção de coberturas verdes

> greenURBANLIVING: a aposta da Amorim Isolamentos para coberturas e fachadas verdes

 

14/01/2020 , Por COMPETE 2020